Fale Conosco           

       

Logo CH2018

 


 

Logo
 


 

Emblema do XIX Capítulo Geral

O emblema do XIX Capítulo Geral da Sociedade do Divino Salvador – obra do Pe. Wiesław Stempak, SDS – reflete o desejo de reavivar o ardor apostólico salvatoriano. No contexto de uma sociedade cada vez mais necessitada de Deus, o Papa Francisco nos pede para sermos uma Igreja de portas abertas e em saída, ao encontro de todas as pessoas. Instigados pelo fogo apostólico presente na vida e nas palavras do Pe. Francisco Maria da Cruz Jordan, queremos buscar respostas concretas a este e a outros desafios de nosso tempo.

No âmbito da celebração do Centenário da morte do Fundador (1918-2018), optamos por deixar com que suas palavras ressoem no mais profundo de nosso coração: “Ide (…) inflamai a todos!”[1]. Assim, o Capítulo Geral se torna uma verdadeira oportunidade para que, ao vivificar o espírito apostólico do Fundador, sejamos novamente enviados, como “comunidade apostólica”, para tornar conhecido o Deus único e verdadeiro revelado em Jesus Cristo, bem como sua mensagem de Salvação.  

A mão que sustenta a lâmpada faz referencia à vocação apostólica salvatoriana de manter acessa e de portar a chama da salvação a todos os lugares do mundo, de modo a que também nós nos tornemos uma “lâmpada que arde e ilumina[2]. Este “ser luz de salvação” tem sua fonte em nossa experiência de encontro pessoal com Jesus Cristo. Sem fazer esta experiência de sermos discípulos salvos por Ele é impossível evangelizar, porque, como explicava o Fundador, se falta o óleo de uma espiritualidade profunda, a lâmpada se apaga[3]

A chama em amarelo indica a luz que é Jesus Salvador, que ilumina nossa existência. Ele é o modelo inspirador de nossa ação apostólica. Além disto, a cruz, no centro da chama, lembra-nos de que a missão apostólica não é uma simples tarefa humana, mas que a mesma é guiada e amparada pelo Espírito do Crucificado-Ressuscitado, que atua em nossa história. É o Espírito de Cristo o verdadeiro protagonista da missão!

Neste Espírito, os salvatorianos, tal como figuram as doze chamas multiformes, tornam conhecido em todo o mundo o amor do Único Deus Verdadeiro que, na cruz de seu Filho Jesus, abraçou o mundo para salvar a todos, sem excluir a ninguém. Realizamos este serviço com atos e palavras, tanto desde a multiculturalidade de nossa própria configuração internacional quanto da universalidade de modos e meios, atuando nas mais diversas realidades, unidos na mesma missão, como fiéis filhos espirituais do Pe. Francisco Jordan.

Por outro lado, as diferentes linhas que atravessam o emblema nos levam a pensar nos caminhos da história salvatoriana. Nas pegadas das diversas gerações ficaram impressas uma infinidade de testemunhos de conquistas apostólicas, de contradições e de cruzes. A continuação desta tradição de testemunho e de serviço apostólico está agora em nossas mãos, nas atuais linhas de nossa história, onde devemos ser os protagonistas.  Hoje, mais do que nunca, em continuidade criativa a esta tradição salvatoriana, é tempo de evangelizar e de avançar, inflamados e enviados a inflamar.


[1] Francisco Jordan, Diário Espiritual - II/21

[2] Francisco Jordan, Palavras e Exortações, 23 de junho de 1899.

[3] Cf. idem.

 

Franciscus Jordan

Ai

de mim, Senhor, se eu não te anunciar aos homens e às mulheres!

Salvatorianos no Mundo

Albânia  Alemanha  Austrália  Áustria  Belarus  Bélgica  Brasil  
Camarões  Canadá  Colômbia  Comores Congo  Equador  
Escócia  Eslováquia  Espanha  Estados_Unidos  Filipinas  
Guatemala  Hungria  Índia  Inglaterra  Irlanda  Itália  México  
Moçambique  Montenegro  Polônia  República_Checa  Romênia  
Rússia  Sri_Lanka  Suíça  Suriname  Taiwan  
Tanzânia  Ucrânia  Venezuela