Fale Conosco           

       

 

--------------------------------------------
.

Tema & Logo

--------------------------------------------
.

Otto Hopfenmüller

--------------------------------------------
.

Eventos

 

America

Europa

Ásia e Oceania

Irmãs Salvatorianas

--------------------------------------------
.

Galeria de Fotos

--------------------------------------------
.

Recursos

--------------------------------------------
.

Orações

--------------------------------------------

 

...

Vão e anunciem a Boa Notícia… (Mc 16,15)


A missão do Salvador é nossa paixão


Ano Missionário Salvatoriano - 2015

 

O tema do Ano Missionário Salvatoriano

O ano de 2015 será o Ano Missionário Salvatoriano, como um tempo de graça para todos os salvatorianos e salvatorianas. Antes que tudo porque este ano foi proposto pelo Papa Francisco para ser o Ano da Vida Consagrada. Além disso, porque neste ano também celebraremos o 125o aniversário do envio dos primeiros salvatorianos e salvatorianas à missão de Assam, no nordeste da Índia.(1)

Estes eventos importantes são um convite a viver nossa vocação com paixão e a dar testemunho da beleza de nosso seguimento de Jesus, nas diferentes formas em que se desenvolve a nossa vida. A centralidade de nossa vocação salvatoriana consiste em testemunhar a Jesus Salvador e em fazer todo o necessário para que todos O conheçam, amem e se tornem seus discípulos. Nós existimos para viver permanentemente esta missão. É uma missão que brota de nossa experiência de fé, ao responder o mandato de Jesus de “ir pelo mundo inteiro e anunciar a Boa Notícia para toda a humanidade… e de ser suas testemunhas até os extremos da terra” (cf. Mc 16, 15; Atos 1,8). Como religiosos e religiosas somos chamados a despertar o mundo com nosso testemunho e com nossa presença nas periferias geográficas e existenciais do mundo de hoje.

Neste sentido a ocasião do Ano Missionário Salvatoriano tem como primeiro objetivo ser uma grata memória dos primeiros religiosos e religiosas salvatorianos que compreenderam o carisma missionário de Francisco Jordan. Estes homens y mulheres, procedentes de lugares diferentes, ainda que conscientes de suas “debilidades e fragilidades”, se tornaram portadores do fogo que ardia no coração apostólico de Jordan. Para todos eles e elas, o carisma salvatoriano tem sido o norte e a perspectiva no qual eles viveram sua vida. Desde estes inícios - como um fogo que acende outros fogos - a missão salvatoriana se propagou a todos os continentes do mundo.

Um segundo objetivo, é a oportunidade que o Senhor nos oferece de reavivar nossa vocação missionaria na Igreja e no mundo, como autênticos “testemunhas da salvação” de acordo ao nosso carisma. Ainda que o “ano missionário salvatoriano” é uma interpelação dirigida a todos, todavia se dirige particularmente aos jovens religiosos e religiosas salvatorianos. A eles e elas se dirige o chamado de ir ao encontro dos mais necessitados, o chamado de transmitir um anuncio de alegria e esperança a todas aquelas realidades marcadas pela pobreza material e espiritual. Nosso pai espiritual, Francisco Jordan, por inúmeras vezes tem nos indicado esta exigência de não dar-nos por satisfeitos até que todos e em todos os lugares conheçam a bondade e o amor de Deus que salva. A missão salvatoriana não é somente um fundamento que foi colocado no passado e que se vai sendo esquecido com o passar do tempo. A missão salvatoriana se mantém viva, se alimenta e se aprofunda continuamente, mediante as ações cotidianas da vida de tantos salvatorianos e salvatorianas.

Sigamos em frente, porque a missão deste modo compreendida como paixão e compaixão é o centro da vida do salvatoriano e da salvatoriana. Ontem, hoje e sempre somos todos chamados a irradiar o fogo do carisma de Francisco Jordan, expressando com grande vivacidade que “a missão do salvador é nossa paixão.”

 

O logo do Ano Missionário Salvatoriano

O ano de 2015 será o Ano Missionário Salvatoriano por diversas razões intrínsecas à historia de nosso carisma e da Sociedade do Divino Salvador e de nosso carisma salvatoriano. Este logo,(2) acompanhado por um lema, quer visualizar de maneira direta e em igual perspectiva quais são os elementos centrais deste evento tão significativo para todos os membros da grande Família Salvatoriana.

Um primeiro elemento que chama a atenção é a figura do Divino Salvador. Ele é o ponto de partida de nossa missão como membros da Família Salvatoriana. Como fez com seus discípulos, o Salvador também envia a cada um de nós a anunciar a Boa Noticia da salvação a todos os povos e a utilizar de todos os meios que o amor ao Salvador nos inspira. Somos chamados a tornar conhecido o Deus Salvador em todos os recantos do mundo, porém de maneira especial nas periferias geográficas, sociais, e culturais, nas quais se encontram as pessoas mais empobrecidas e necessitadas.

O mistério da missão salvatoriana se revela na Cruz. Esta dimensão era tão importante ao nosso Fundador, que ele a incluiu em seu nome religioso: “Francisco Maria da Cruz”. Em sua mensagem aos primeiros/as missionários/a disse claramente que fossem proclamar o amor de Deus que se revela no "crucificado". E, em repetidas ocasiões, disse também que as grandes obras de Deus florescem à sombra da cruz. Por isso, a cruz tem um lugar central no logo, como que abraçando toda a realidade de nossa missão salvatoriana. Esta cruz que expressa o amor de Deus Pai, revelado por Jesus Salvador, é um dos aspectos mais importantes de nossa espiritualidade.

Do outro lado da figura do Divino Salvador, ao lado esquerdo e à sombra da cruz, se pode ver o famoso retábulo do Irmão Egídio salvatoriano Roeder (1865-1928) no qual Pe. Francisco Jordan, envia alguns de seus melhores confrades àquela que foi a primeira missão salvatoriana na região de Assam, nordeste da Índia. Este parece ser um gesto simples, mas se trata de um evento que expressa aquele é um dos fundamentos da identidade missionária salvatoriana. Pe. Francisco Jordan não teve medo das dificuldades ou obstáculos, em formar, animar e enviar seus filhos e filhas espirituais a tornar conhecido Jesus Salvador e a proclamar as Palavras de Vida Eterna à todos os povos.

Finalmente se observa na parte inferior do logo diferentes rostos de pessoas que pertencem a um dos três ramos da Família Salvatoriana. Se pode ver rostos de religiosas, religiosos e leigos salvatorianos que atuam em diferentes continentes, nos quais desenvolvem com grande entusiasmo seus apostolados, ou seja, trabalhar com pessoas de todas as idades, de todas as realidades sociais e culturais, sempre inspirados no espírito dos apóstolos, conforme a recomendação de Pe. Francisco Jordan dirigida a todos os seus filhos e filhas espirituais. Que ontem, hoje e sempre a missão do Salvador seja a nossa paixão!

 



(1) No ano de 1890, da cidade de Roma Francisco Jordan enviou os primeiros missionários/as salvatorianos/as à vasta região de Assam, na Índia. No dia 17 de janeiro foi enviado o primeiro grupo: Pe. Otto Hopfenmüller, Pe. Ângelo Maria Münzloher, Ir. Mariano Schumm e Ir. José Bächle. No dia 12 de dezembro um segundo grupo: Pe. João Evangelista de Jesus e Maria Gruchot, Pe. Ignácio Bethan, Pe. Mateus Baukhage, Ir. Ciro Disclafoni, Ir. Escolástica da Imaculada Conceição Hopfenmüller, Ir. Benedita de Jesus Ruderich e Ir. Lorenza da Auxiliadora Heilmeier.

(2) Os autores do logo do Ano Missionário são o Pe. Elvis José Alzola Pinto, SDS (Vicariato de Venezuela) e o Sr. Giuseppe Rogolino (CIDS de Itália).

Franciscus Jordan

Reza

sempre, com profunda humildade e com a máxima confiança. Nada te impeça de fazê-lo.

Salvatorianos no Mundo

Albânia  Alemanha  Austrália  Áustria  Belarus  Bélgica  Brasil  
Camarões  Canadá  Colômbia  Comores Congo  Equador  
Escócia  Eslováquia  Espanha  Estados_Unidos  Filipinas  
Guatemala  Hungria  Índia  Inglaterra  Irlanda  Itália  México  
Moçambique  Montenegro  Polônia  República_Checa  Romênia  
Rússia  Sri_Lanka  Suíça  Suriname  Taiwan  
Tanzânia  Ucrânia  Venezuela